Hoje é 18 de abril de 2024 15:07
Hoje é 18 de abril de 2024 15:07

Vilmar Rocha afirma que PSD terá candidato a prefeito de Goiânia em 2024

Político de 72 anos também adianta que será candidato em 2026, quando a população votará para deputado estadual, deputado federal, governador, senador e presidente da República, e que “gostaria mesmo de ser candidato a senador”
Vilmar Rocha, ex-presidente estadual do PSD: “Eu tenho uma tese: um partido para ser importante, relevante, ele tem que lançar candidato na eleição majoritária // Foto: NG

Um dos políticos mais respeitados de Goiás, com longa trajetória na centro-direita, o ex-deputado Vilmar Rocha afirma que o PSD deve lançar candidatos nas principais cidades do estado. Na região metropolitana de Goiânia, ele acredita que ao menos na capital a sigla precisa disputar a cadeira de prefeito.

“Eu tenho uma tese: um partido para ser importante, relevante, ele tem que lançar candidato na eleição majoritária. E em Goiânia em 2012, 2016, 2020, o PSD estava na majoritária e vai estar em 2024”, diz o político, que entregou recentemente a presidência estadual do PSD para o senador Vanderlan Cardoso.

O nome do partido para concorrer a prefeito da capital é o próprio Vanderlan, mas o partido tem outros nomes, como do ex-deputado federal Francisco Júnior, recentemente nomeado pelo governador Ronaldo Caiado (UB) para presidente da Companhia de Desenvolvimento Econômico de Goiás (Codego).

“Se o Vanderlan quiser ser candidato, ele é o candidato natural, porque foi o último candidato do partido na cidade. Se ele não quiser, nós vamos arrumar outro”, completa Vilmar Rocha.

O político, que tem 72 anos e agora com cargo na Executiva Nacional do PSD, também projeta candidatura sua para 2026, quando a população votará para deputado estadual, federal, governador, senador e presidente da República.

“Em 2026 eu vou ser candidato”, declarou, acrescentando que ainda não sabe a qual cargo, porque está cedo ainda.

“Eu gostaria mesmo de ser candidato a senador. Acho que eu me preparei para isso, estou preparado, sei o papel de um senador, já fui candidato duas vezes. Mas eu posso ter uma outra candidatura. O certo é que eu vou ser candidato. Em fevereiro de 2026 eu vou contar para você para quê”, finalizou.

Compartilhar em:

Notícias em alta