Hoje é 16 de abril de 2024 10:02
Hoje é 16 de abril de 2024 10:02

Vídeo mostra segurança de festival de rap dando vários socos no rosto de jovem deitado

Evento aconteceu neste domingo no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, e chamou atenção após uma rampa desabar e deixar cerca de 40 pessoas feridas
Nas imagens é possível ver a vítima imobilizada levando vários socos no rosto | Foto: Reprodução

Um segurança que estava a serviço em um festival de rap foi filmado agredindo um jovem que estava deitado. O caso ocorreu neste domingo no Estádio Serra Dourada, em Goiânia, depois da queda da rampa que, segundo os bombeiros, deixou cerca de 40 pessoas feridas.

O vídeo foi registrado pelo mecânico Alex Sandro Leite, de 20 anos, que presenciou o momento da agressão. Nas imagens é possível ver a vítima imobilizada levando vários socos no rosto.

“Fiquei muito assustado. O cara já estava imobilizado, não tinha necessidade dessa agressão. Eu decidi filmar para me resguardar. Eu estava sozinho e poderia acontecer alguma coisa comigo também”, disse Alex.

Alex estava no setor FrontStage que dá acesso à pista e também à arquibancada. Ele estava no local minutos antes da rampa de acesso desabar.

“Eu decidi ir ao banheiro e quando virei as costas a rampa desabou, daí como eu estava sozinho, eu me afastei e procurei um lugar na arquibancada porque começou a encher de gente”, contou ele.

Segundo o mecânico, o jovem agredido queria descer para pista, setor frontstage, mas o segurança o impediu.

“Consegui um lugar perto da saída e fiquei, neste momento, um cara queria passar da arquibancada para a pista e o segurança que estava bem violento barrou e começou a agredir ele. Um outro rapaz ainda tentou defender, mas foi ameaçado pelo segurança: ‘Quer apanhar também?’. Quem comprou ingresso do front tinha acesso à arquibancada”, disse Alex.

Cerca de 40 pessoas ficaram feridas após queda de rampa

Mais de 20 pessoas precisaram ser encaminhadas para hospitais de Goiânia após uma rampa desabar no festival RapMix, em Goiânia. O caso é investigado pela Polícia Civil.

Por meio de nota, a organização do festival informou que “toda a estrutura montada para o festival continha alvará” e que os organizadores estão investigando as razões do incidente da rampa. 

Além disso, a organização disse que está identificando as vítimas para prestar apoio e o atendimento necessário. A Polícia Civil informou que aguarda que as vítimas compareçam à delegacia para representar sobre o caso.

Compartilhar em:

Notícias em alta