Hoje é 19 de maio de 2024 02:23
Hoje é 19 de maio de 2024 02:23

Sandro Mabel confirma pré-candidatura à prefeitura de Goiânia

Empresário e presidente da Fieg foi incentivado pelo governador Ronaldo Caiado, presidente do partido União Brasil em Goiás, a voltar a disputar um cargo eletivo
Sandro Mabel: “Fui chamado à responsabilidade pelo governador, conversei com meus filhos, minha esposa, meu pai, e decidi aceitar” // Foto: Arquivo

O empresário Sandro Mabel, presidente da Federação das Indústrias de Goiás (Fieg), confirmou na tarde deste sábado (30/3) sua pré-candidatura à Prefeitura de Goiânia. O anúncio foi feito em transmissão via aplicativo zoom ao lado do governador Ronaldo Caiado, presidente do União Brasil em Goiás.

Sandro Mabel, de 65 anos, disse que aceitou o desafio após conversar com empresários, amigos e familiares. Até então, ele dizia não ter interesse em voltar a disputar cargo eletivo. Mabel é ex-deputado e concorreu à prefeitura de Goiânia pelo PMDB em 1992, quando foi derrotado em primeiro e segundo turno por Darci Accorsi (PT), pai da deputada federal Adriana Accorsi (PT).

“Fui chamado à responsabilidade pelo governador, conversei com meus filhos, minha esposa, meu pai, e decidi aceitar”, declarou.

Para a disputa em Goiânia, o empresário deve filiar-se ao União Brasil.

“Minha experiência em política e especialidade em gestão foi ao encontro do perfil apontado pelos goianienses em pesquisas recentes. O próximo passo é construir uma frente ampla para discutir os projetos que possam beneficiar Goiânia”, postou o político em uma rede social.

Goiânia deseja um candidato capaz de administrar’

No mesmo vídeo, Caiado afirma que insistiu para que Mabel aceitasse seu convite e que a escolha foi fundamentada em pesquisas qualitativas sobre o eleitorado de Goiânia. Segundo Caiado, as pesquisas mostram que o eleitor goianense, em sua maioria, deseja um candidato experiente e com capacidades administrativa e política.

“Goiânia deseja um candidato que seja capaz de mostrar, em sua vida, que foi capaz de administrar”, afirmou.

O governador explicou como se deu o convencimento para que Mabel aceitasse o convite, dizendo que chamou o empresário para conversa no gabinete.

“Peguei ele desarmado e naquela hora eu falei que ele deveria pensar em Goiânia. Goiânia precisava do estilo de gerenciar dele. Ele ficou meio refratário, depois de eu insistir muito, ele me pediu um prazo pra domingo, mas hoje liguei pra ele, disse que domingo tava longe e hoje nos reunimos e nos acertamos no sentido que o perfil dele é o que Goiânia precisa. Fiz questão de estar aqui e de dar essa explicação”, contou Caiado.

Sobre seu relacionamento com Mabel, o presidente estadual do União Brasil lembrou que os dois já tiveram divergências e que “foram questões superadas”.

O governador também justificou a escolha de Mabel destacando a experiência política do empresário.

“Temos a necessidade de trazer para a prefeitura alguém com acesso aos meios políticos e com canal aberto em Brasília. Goiânia precisa do seu estilo político e de sua capacidade de gerenciar”, acrescentou.

Compartilhar em:

Notícias em alta