Hoje é 22 de maio de 2024 10:57
Hoje é 22 de maio de 2024 10:57

Polícia Federal prende colecionadores de armas por tráfico internacional de munições

Ao todo, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão em Goiânia e Trindade na operação que resultou na detenção de duas pessoas, além da apreensão de 15 armas, R$ 12 mil reais e R$ 61,7 dólares
Os investigados, registrados como atiradores desportivos, tiveram seus registros suspensos e suas armas e munições apreendidas

A Polícia Federal executou na manhã desta quinta-feira (29/02) mandados de prisão e busca e apreensão contra indivíduos de Goiás registrados como Colecionadores, Atiradores e Caçadores (CAC). Eles são suspeitos de adquirir munições nos EUA e realizar seu transporte irregular para o Brasil. Até a publicação deste texto, os nomes dos suspeitos não haviam sido revelados pela PF.

Ao todo, foram cumpridos sete mandados de busca e apreensão em Goiânia e Trindade, e um mandado de busca e prisão em São Francisco (Califórnia), EUA. A operação resultou na detenção de duas pessoas, além da apreensão de 15 armas, R$ 12 mil reais e R$ 61,7 dólares.

A investigação começou em 2021, durante uma fiscalização da Receita Federal no Porto de Santos, onde 12 mil munições foram encontradas em um contêiner dos EUA destinado a Goiânia. As munições, adquiridas legalmente nos EUA, foram enviadas clandestinamente para o Brasil como “mudança de pessoa física”, sem autorização do Exército Brasileiro e sem comunicação às autoridades.

Polícia Federal apresentou armas, munições e dinheiro apreendido nesta manhã para a imprensa

A PF, em conjunto com a Homeland Security Investigations (HSI), identificou que vários contêineres, seguindo o mesmo padrão, eram destinados a moradores de Goiás em remessas subsequentes.

Os investigados, registrados como atiradores desportivos, tiveram seus registros suspensos e suas armas e munições apreendidas. Eles enfrentam possíveis acusações por organização criminosa e tráfico internacional de munições.

Compartilhar em:

Notícias em alta