Hoje é 21 de maio de 2024 06:31
Hoje é 21 de maio de 2024 06:31

Polícia fecha 15 lojas por venda ilegal de peças de veículos na Vila Canaã

Estabelecimentos foram lacrados e estão impedidos de atuar comercialmente por um período de 120 dias, em cumprimento a ordem judicial solicitada pelo Ministério Público
Agentes da Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores lacram lojas de peças de veículos: descobrimento da ordem judicial pode ensejar prisão // Foto: PCGO

A Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA) deflagrou na manhã desta terça-feira (19/3) a terceira fase da Operação Desmantelo, contra funcionamento ilegal de estabelecimentos comerciais na região da Vila Canaã, em Goiânia. O local é conhecido como um ponto de venda de peças e acessórios automotivos sem procedência.

Foram cumpridas 15 medidas judiciais de suspensão das atividades econômicas de empresas envolvidas em roubo de carros e desmanche e venda de peças de veículos. As empresas foram lacradas e impedidas de atuarem comercialmente.

“A investigação apura organização criminosa voltada à recepção de componentes veiculares. Nessa fase, estamos cumprindo ordem judicial, num pedido feito pela 99ª Promotoria de Justiça para suspensão de atividade econômica de 15 estabelecimentos comerciais situados aqui em Goiânia, na região da Canaã, estabelecimentos estes de pessoas investigadas no bojo da Operação Desmantelo”, explica a delegada Rafaela Azzi, da DERFRVA.

No fechamento das empresas, a Polícia Civil coloca um anúncio que diz “suspensão de atividade econômica por ordem do juiz da 2ª Vara dos Feitos Relativos a Delitos Praticados por Organização Criminosa”.

De acordo com a delegada, a medida judicial visa suspensão da atividade econômica das empresas e pessoas investigadas por 120 dias.

“Além da Polícia Civil, foram oficiadas também a Secretaria de Economia e a Junta Comercial do Estado de Goiás. Sempre bom lembrar que o descobrimento da ordem judicial pode ensejar prisão das pessoas”, adverte Azzi.

Ação investiga 83 pessoas e 42 estabelecimentos comerciais

Segundo a Assessoria de Comunicação Social da Polícia Civil de Goiás, o objetivo da ação policial é desarticular o patrimônio de uma organização criminosa que atua no roubo, adulteração e receptação de veículos roubado e furtados. Já foram cumpridos ao todo 118 mandados de busca e apreensão e prisão de 27 pessoas, no âmbito da Operação Desmantelo.

“São até agora 83 pessoas investigadas e 42 estabelecimentos comerciais que foram alvos de buscas em Goiás, São Paulo, Rio de Janeiro e Distrito Federal”, informa a PCGO.

Compartilhar em:

Notícias em alta