Hoje é 24 de fevereiro de 2024 06:51
Hoje é 24 de fevereiro de 2024 06:51

PF faz buscas contra deputado Amauri Ribeiro suspeito de envolvimento nos atos antidemocráticos

Parlamentar admitiu ter financiado acampamentos em frente a quartéis; celular dele foi apreendido durante buscas que acontecem em Goiânia e em Piracanjuba
Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão contra o deputado estadual Amauri Ribeiro | Foto: Alego

A Polícia Federal cumpre dois mandados de busca e apreensão em Goiânia e em Piracanjuba contra o deputado estadual Amauri Ribeiro. A nova fase da Operação Lesa Pátria acontece na manhã desta terça-feira (29/8).

De acordo com a PF, o deputado é suspeito de envolvimento nos atos antidemocráticos de 8 de janeiro, em Brasília.

Segundo o advogado do parlamentar, Demóstenes Torres, o celular de Amauri Ribeiro foi apreendido.

“A defesa pedirá acesso aos autos que originaram a medida cautelar de busca e apreensão”, disse Demóstenes Torres.

No mês de junho deste ano, durante discurso na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), o deputado Amauri Ribeiro disse ter feito doações para os acampamentos antidemocráticos que foram montados em frente a quartéis de Brasília para questionar o processo eleitoral em 2022. 

Além de dinheiro, o parlamentar afirmou ter ajudado os golpistas com mantimentos e até ter acampado no local.

“Eu ajudei a bancar quem estava lá. Eu ajudei, levei comida, levei água, dei dinheiro”, disse Amauri Ribeiro.

A 15ª fase da Operação Lesa Pátria realizada nesta terça-feira tem como objetivo identificar pessoas que incitaram, participaram e financiaram a invasão e vandalismo às sedes dos Três Poderes.

“Os fatos investigados constituem, em tese, os crimes de abolição violenta do Estado Democrático de Direito, golpe de Estado, dano qualificado, associação criminosa, incitação ao crime, destruição e deterioração ou inutilização de bem especialmente protegido e crimes da lei de terrorismo”, diz em nota a Polícia Federal.

Compartilhar em:

Notícias em alta