Hoje é 21 de maio de 2024 08:14
Hoje é 21 de maio de 2024 08:14

Jânio Darrot afirma que pretende estar no projeto de reeleição de Marden Júnior em Trindade

O ex-prefeito da Capital da Fé e ex-deputado estadual falou também sobre suas dificuldades em formar alianças para viabilizar seu nome como pré-candidato a prefeito em Goiânia
Empresário em diferentes ramos, Jânio falou sobre sua empresa de maior destaque, a Jean Darrot, que completa 40 anos em 2024

O convidado desta semana do Bate-Papo NG do Portal Notícias Goiás recebeu o ex-prefeito de Trindade e ex-deputado estadual, Jânio Darrot. Na entrevista ele falou sobre seu histórico político, da relação com partidários do MDB e o seu recente afastamento da disputa pela Prefeitura de Goiânia. O empresário também revelou seu posicionamento em relação ao projeto de reeleição de Marden Júnior na Prefeitura de Trindade e falou sobre sua principal empresa, a Jean Darrot.

Sobre seu apoio ao prefeito de Trindade, Marden Júnior, seu histórico enquanto aliado político e o seu projeto de reeleição ele revelou como irá se posicionar neste ano. “O Marden foi meu secretário e também foi eleito vereador em Trindade. Sempre vi um potencial muito grande nele. Ele foi eleito e quando entrou viu uma série de dificuldades e desafios. Eu achei que ele estranhou um pouco e acho que ele achou que seria diferente nos dois primeiros anos. Eu sempre procurei falar quando procurado, não quis dar palpites indevidos. Sempre tivemos relacionamento amistoso e o aconselhei sempre que fui procurado. Nestes dois últimos ele fez um bom trabalho o que o credencia a reeleição”, destacou. Provavelmente devo estar, ele é a da nossa base aliada. É gente nossa. Eu não vou estar tão ativo quanto na eleição passada em que eu era prefeito. Eu tinha condições de ajudar muito mais. Agora eu vou ajudar e direcionar e me fazer presente em alguns momentos chaves da campanha”, revelou.

A respeito do convite e retirada do seu nome nas articulações para pré-candidatura à Prefeitura de Goiânia pelo governador Ronaldo Caiado, Jânio Darrot apresentou suas impressões sobre tudo que aconteceu recentemente. “O governador me convidou em outubro do ano passado para participar do processo. Na época eu disse que achava que ele poderia ter pessoas em melhor condições para esse desafio e expliquei que talvez não houvesse tempo hábil para articular e construir as relações necessárias para dar base para esse projeto. Eu trabalhei por cinco meses tentando me viabilizar. Tive o apoio e aceno dele para seguir em frente. Sofri muito com o preconceito por ter sido prefeito de Trindade, que tem 140 mil habitantes e realmente tem população e receita menores, mas a essência da gestão pública é a mesma”, relatou. 

Jânio continuou falando sobre as articulações políticas que realizou na política da capital. “Senti dificuldades em relação à Assembleia Legislativa e à Câmara Municipal, por mais que eu tivesse muitos parlamentares que manifestaram apoio e foram receptivos a mim. Tivemos o desgaste daquela operação, 11 anos depois e com todas as contas aprovadas pelos órgãos de controle. Foi um fato que me estranhou muito. Sou do MDB e tenho uma amizade com o Daniel, como tive com o Maguito Vilela. Aceitei o desafio para contribuir com o grupo. Sempre deixei o governador à vontade para buscar outros nomes e isso aconteceu naturalmente a partir das pesquisas recentes que indicaram o Sandro como alguém com maior capilaridade”, reconheceu.

No tocante ao seu histórico político, Jânio Darrot, fez um retrospecto de suas vitórias e derrotas desde que disputou seu primeiro mandato eletivo. “Em 2007 eu me filiei ao PSDB a convite do então prefeito George Morais e do então governador Marconi Perillo. Fui candidato e perdi para o Ricardo Fortunato, por uma diferença de 2% dos votos. Pensei em desistir, mas reconsiderei. Fui eleito deputado estadual junto com Daniel Vilela em 2010 e fui o segundo mais votado da história da Assembleia Legislativa. Em 2012, voltei a disputar eleição em Trindade e venci. De lá para cá fizemos muitas coisas em várias áreas importantes na cidade aumentando a qualidade de vida das pessoas”, evidenciou.

Jânio Darrot falou sobre sua história na política e sua relação com sua família

Darrot também revelou durante a entrevista suas origens na política. “Eu já era do meio político. Já tive parentes envolvidos na política em governos como o do ex-governador Iris Rezende. Meu pai era um alfaiate de grande porte e uma pessoa que recebia muitos políticos. A política de Trindade passou por muitos anos pela minha casa. Desde muito jovem eu participava da militância jovem do PMDB. Eu sempre estive presente nas campanhas políticas do meu município. Foi nestes caminhos que eu conheci o saudoso Maguito Vilela, jogando campeonatos de futebol nas cidades interioranas, na zona rural. Ajudamos a eleger Maguito deputado estadual, federal e depois governador”, contou.

Em relação a sua empresa mais famosa, a Jean Darrot, o empresário Jânio destacou o tempo de existência da marca, citou o número de colaboradores que a empresa tem atualmente e como está sendo a gestão com suas filhas no comando. “Nossa empresa começou pequena, no fundo do quintal e hoje nós estamos comemorando 40 anos com mais de 500 colaboradores diretos e cerca de 1 mil colaboradores indiretos. Atualmente temos 21 lojas contando com a nossa loja no e-commerce e este tem sido um trabalho de uma empresa familiar que hoje está sendo tocado diretamente pelas minhas filhas. Eu e a minha esposa estamos dando apoio na retaguarda para essa gestão”, destacou.

Compartilhar em:

Notícias em alta