Hoje é 22 de maio de 2024 11:34
Hoje é 22 de maio de 2024 11:34

Homem é preso suspeito de ‘matar por prazer’ e beber sangue das vítimas

De acordo com a polícia, ele se valia da condição de vulnerabilidade das vítimas, que estavam em situação de rua ou eram usuárias de drogas, para atraí-las e cometer os crimes
Investigação indica que suspeito agiu de maneira similar nos três homicídios; em interrogatório, ele confessou um dos crimes em investigação e negou os outros // Fotos: PCGO

Um indivíduo foi preso sob suspeita de ter cometido o homicídio de três pessoas em Goiânia. De acordo com informações da Polícia Civil, a investigação sugere que o acusado perpetrava esses atos “por prazer”, consumindo o sangue das vítimas após os óbitos.

“De acordo com a denúncia, ele é considerado perigoso, tinha predileção pelo ato de matar, consumir o sangue e, em algumas circunstâncias, até retirar o coração das vítimas”, declarou o delegado encarregado do caso, Marcus Cardoso.

O nome do suspeito, que exercia a atividade de catador de materiais recicláveis, não foi divulgado, impossibilitando, assim, a localização de sua defesa até a última atualização desta matéria.

As averiguações revelaram que o indivíduo agiu de maneira similar nos três homicídios. Conforme apurado pela polícia, ele se aproveitava da vulnerabilidade das vítimas em situação de rua e usuárias de drogas para atraí-las e posteriormente perpetrar os crimes.

Os crimes ocorreram em dezembro de 2023 e fevereiro de 2024 na região norte da capital. As medidas cautelares contra o suspeito, autorizadas pela Justiça, foram cumpridas pela Polícia Civil na última terça-feira (27/2) durante uma operação realizada pela Delegacia Estadual de Investigação de Homicídios (DIH).

“No dia 16 de dezembro, o primeiro corpo foi encontrado. No dia 23 do mesmo mês, foi a vez do segundo corpo e, no dia 11 de fevereiro, o terceiro”, detalhou o delegado, acrescentando que, quando as investigações estavam em curso, várias denúncias anônimas indicavam o principal suspeito.

“Foram descobertos três corpos em avançado estado de decomposição. Após várias diligências e um trabalho técnico eficaz da Polícia Civil, o autor foi identificado e teve sua prisão temporária decretada, sendo efetuada em 25 de fevereiro”, explica.

A partir da prisão, foram realizadas buscas nos locais ligados ao investigado e, com o apoio da Polícia Científica, foi possível encontrar uma quantidade significativa de sangue humano usando luminol.

“Amostras foram coletadas para confronto com o material das vítimas encontradas mortas na região norte. Os indícios apontaram que o autor tinha um padrão específico, envolvendo o consumo do sangue das vítimas, além de se aproveitar da vulnerabilidade de pessoas em situação de rua e usuários de drogas para atrair e assassinar suas vítimas”, conta o delegado.

Durante o interrogatório policial, o suspeito confessou um dos crimes em investigação, porém negou os outros. As investigações continuam com o objetivo de esclarecer os fatos e concluir dentro do prazo legal.

A Operação Sanguinaz contou com o apoio da Polícia Técnico-Científica. A prisão foi efetuada pela Polícia Militar no último domingo (25).

Segundo a Assessoria de Comunicação da Polícia Civil, a prisão do suspeito acontece também no contexto da Operação Xadrez 121, deflagrada em todo o estado de Goiás no dia 26 de fevereiro. A operação é voltada ao cumprimento de mandados de prisão de autores de crimes de homicídio, latrocínio, feminicídio, tráfico de drogas, estupro, lesão seguida de morte, roubo, furto e prisões em flagrante.

Compartilhar em:

Notícias em alta