Hoje é 18 de abril de 2024 15:05
Hoje é 18 de abril de 2024 15:05

Grupo do ex-prefeito Ademir Menezes avalia lançar candidato à prefeitura de Aparecida de Goiânia

De olho no segundo maior colégio eleitoral do estado de Goiás, estão na mesa os nomes do próprio Ademir Menezes e do seu filho, suplente de deputado estadual Max Menezes, do PSD, que diz ter condições de apresentar um grande projeto para a cidade
Ex-prefeito Ademir Menezes com o filho Max Menezes: os dois participaram na sexta-feira (4/8) de inauguração de uma escola em Aparecida de Goiânia, com presença do governador Ronaldo Caiado // Fotos: Arquivo/Alego

Faltando aproximadamente um ano para a campanha eleitoral de 2024, virtuais candidatados a prefeito já admitem publicamente a intenção de disputar a prefeitura de Aparecida de Goiânia, segundo maior colégio eleitoral de Goiás com 527 mil habitantes. Se não dizem com todas as palavras que pretendem se candidatar, já admitem que o grupo político a que pertencem tem intenção de buscar a cadeira número 1 do Executivo municipal.

É o caso do ex-prefeito Ademir Menezes, que governou a cidade em dois mandatos, entre 1997 e 2004, e que está de volta à política, após dedicar-se à iniciativa privada. Ele, que foi eleito vice-governador em 2006, não fala em candidatura própria, mas está “avaliando” e diz, cauteloso, que a decisão depende da população.

“Estou me inteirando da realidade política de Aparecida, porque fiquei alguns anos muito focado na iniciativa privada, como estou ainda. Mas estou também conversando com as lideranças, a gente precisa ouvir as pessoas para saber qual é realmente o sentimento delas na cidade”, diz Ademir Menezes, que se sente “gratificado” por ter o nome lembrado em pesquisas de intenção de voto.

“A um ano e pouco do pleito eleitoral, é o momento que estou com os companheiros, avaliando, pensando, porque para desenvolver qualquer projeto a gente precisa estar com os pés no chão, de forma respeitosa, para que as pessoas passam a participar do projeto com amor, com a camisa, com suor”, acrescenta.

Temos condições de apresentar um grande projeto para a cidade’

Caso Ademir defina não sair candidato, o grupo político pode lançar Max Menezes, que obteve 30.389 votos nas eleições de 2018 e assumiu a cadeira de deputado estadual pelo MDB em março do ano passado. Max disputou a reeleição à Assembleia Legislativa em 2022, já filiado ao PSD, obtendo 21.744 votos, o que lhe garantiu somente a suplência.

O ex-deputado afirma que o presidente estadual do PSD, senador Vanderlan Cardoso, tem a intenção de lançar candidatura própria em Aparecida de Goiânia e que ele vai trabalhar para que isso aconteça.

“Nos próximos dias a gente se reúne com o senador para traçar os próximos passos”, explica Max, que até o ano passado era secretário municipal de Desenvolvimento Urbano.

Ele admite que tem conversado sobre candidatura sua a prefeito, mas qualquer definição, evidentemente, passa por uma discussão interna no partido.

“Não descarto, fico feliz em ser lembrado, gosto do que faço, acredito na boa política e, principalmente, acredito que temos condições, sim, de apresentar um grande projeto para a cidade, caso seja essa a vontade do partido também”, argumenta.

Compartilhar em:

Notícias em alta