Hoje é 19 de maio de 2024 02:45
Hoje é 19 de maio de 2024 02:45

Fabrício Rosa assume mandato de vereador com foco na defesa dos direitos das minorias

Também assumiram o cargo nesta terça-feira os vereadores Bill Guerra e Markim Goyá, que já haviam assumido os mandatos na atual legislatura e retomaram o posto
Primeiro vereador assumidamente gay eleito em Goiânia, Fabrício Rosa afirma que fará um mandato dando voz a minorias, crianças, adolescentes, comunidade LGBTQIAPN+, defensores dos direitos humanos e da segurança pública cidadã // Fotos: Câmara/redes sociais

Fabrício Rosa (PT), Bill Guerra Mochilink (MDB) e Markim Goyá (PRD) assumiram mandato de vereador na Câmara Municipal de Goiânia, nesta terça-feira (16/4). Dos três, apenas Rosa não havia ocupado cadeira no Legislativo e foi o único a prestar juramento na sessão comandada pelo primeiro vice-presidente, vereador Thialu Guiotti (Avante). Bill Guerra e Goyá, que já haviam assumido os mandatos na atual legislatura, apenas retomaram o posto.

Os três chegam à Casa após cassação, pelo Tribunal Superior Eleitoral, das chapas dos partidos PMB e PTC (atual Agir) nas eleições de 2020, por descumprimento da cota de gênero, que exige quantidade mínima de 30% de candidaturas femininas nas eleições proporcionais (vereador e deputado).

Policial rodoviário federal, Fabrício Rosa assumiu o mandato após três anos e seis meses aguardando trâmite de processo na Justiça Eleitoral. Suplente pelo PSOL nas eleições de 2020, ele migrou posteriormente para o PT, partido que representa na Câmara. A posse contou com presença de

“Hoje foi incrivelmente poderoso e carregado de afeto! Agradeço a todos e todas que estiveram presentes na posse do nosso mandato de tantas lutas”, comemorou Fabrício, em uma rede social.

“Vamos trabalhar incansavelmente para construir uma cidade justa e acolhedora. Juntos, faremos a diferença!”, acrescentou o novo vereador, cuja posse contou com presença de lideranças do Partido dos Trabalhadores em Goiás, como a deputada federal Adriana Accorsi, deputada estadual Bia de Lima e o ex-prefeito de Goiânia Pedro Wilson.

Posse de Fabrício Rosa foi prestigiada por lideranças do PT, como a deputada federal Adriana Accorsi

Primeiro vereador assumidamente gay eleito em Goiânia, Rosa afirma que fará um mandato dando voz a minorias, crianças, adolescentes, comunidade LGBTQIAPN+, defensores dos direitos humanos, do meio ambiente, da reforma urbana e agrária e da segurança pública cidadã.

Professor e doutorando em Direitos Humanos na Universidade Federal de Goiás, ele atua no enfrentamento à exploração sexual contra crianças e adolescentes, no combate ao trabalho escravo, ao trabalho infantil e ao tráfico de pessoas.

Bill Guerra Mochilink

Natural de Goiânia, Acenil Guerra da Costa, mais conhecido como Bill Guerra, tem 51 anos e atua como repórter cinematográfico. Já havia assumido cadeira na Câmara no dia 5 de dezembro de 2023 e retorna à Casa definitivamente, com a conclusão dos processos na Justiça Eleitoral.

Uma das principais bandeiras que defende, tanto no jornalismo quanto na política, é a luta por direitos da população. Na Câmara, o vereador afirma que vai atuar como porta-voz da comunidade para cobrar soluções aos problemas da capital.

Markim Goyá

Marcos Antônio da Silva, o Markim Goyá, também já havia assumido o mandato na atual legislatura. Com a cassação de chapas que descumpriram a legislação eleitoral, assume em definitivo.

Nas eleições de 2020, recebeu 3.021 votos pelo Patriota, sendo suplente de vereador pelo partido. Atualmente, está no PRD (resultado da fusão entre Patriota e PTB). Na Câmara, afirma que seu mandato terá o compromisso de defender direitos das pessoas mais necessitadas e carentes.

Compartilhar em:

Notícias em alta