Hoje é 20 de abril de 2024 13:33
Hoje é 20 de abril de 2024 13:33

Colégios Tecnológicos de Goiás abrem inscrições para estudantes em 16 cidades

Unidades profissionalizantes estão com turmas para cursos de curta duração, totalmente gratuitos em diversas áreas do conhecimento; podem se matricular alunos a partir dos 14 anos
Com duração de 40 horas, os cursos estão disponíveis nos turnos matutino, das 8h às 12h, e vespertino, das 13h às 18h // Foto: Secom

Viabilizados por meio do Goiás Social e da Secretaria da Retomada, os Colégios Tecnológicos do Governo de Goiás (Cotecs), estão com inscrições abertas para cursos gratuitos de curta duração, em convênio com a Universidade Federal de Goiás (UFG), nas áreas de informática, inglês, espanhol, redação, matemática e história. Podem se matricular pessoas com 14 anos ou mais e que tenham pelo menos o ensino fundamental incompleto.

Com duração de 40 horas, os cursos estão disponíveis nos turnos matutino, das 8h às 12h, e vespertino, das 13h às 18h. A abertura de vaga se dará de forma continuada: quando o número de inscrições alcançar 80% do necessário para formar uma turma, outra será iniciada.

As inscrições podem ser feitas até o dia 22 de novembro. O formulário está disponível no site cotec.org.br. Entre os cursos disponíveis estão Informática Básica; Matemática Básica; Inglês Básico; Libras Básico; Espanhol Básico; Redação e Produção de Texto; Redação e Produção de Texto: Eixos Temáticos e Repertórios para o ENEM; História de Goiás e Matemática Financeira.

Os cursos são oferecidos nas cidades de Anápolis, Caiapônia, Catalão, Ceres, Cristalina, Formosa, Goiânia, Goianésia, Goiás, Goiatuba, Jaraguá, Palmeiras de Goiás, Piranhas, Porangatu, Santa Helena de Goiás e Uruana. Todos com certificado emitido após a conclusão.

As aulas serão realizadas na modalidade presencial nas próprias unidades. Para conferir o endereço de cada uma delas, acesse cotec.org.br/cotec/onde-estamos.

Os Cotecs fazem parte da política de profissionalização do trabalhador goiano para gerar emprego e renda, com atenção especial às famílias em vulnerabilidade social.

“Ofertamos cursos para capacitar o trabalhador nas áreas que mais empregam. Assim o Governo de Goiás faz a intermediação de mão de obra de forma eficiente, atendendo as demandas do mercado formal”, explica César Moura, secretário da Retomada.

Compartilhar em:

Notícias em alta