Hoje é 18 de abril de 2024 14:05
Hoje é 18 de abril de 2024 14:05

Caiado nomeia 3 desembargadores para o TJGO, oriundos do quinto constitucional da advocacia

Governador seguiu lista tríplice e selecionou primeiros colocados, incluindo um advogado primo dele; nomeação marca primeira desembargadora do Tribunal de Justiça de Goiás indicada pela OAB-GO
Ex-procuradora-geral do Estado, Juliana Prudente é nomeada desembargadora do TJGO; além dela, foram nomeados para desembargador os advogados Breno Boss Cachapuz Caiado e Alexandre de Morais Kafuri // Fotos: Júnior Guimarães e Lucas Diener

O governador Ronaldo Caiado nomeou três novos desembargadores para o Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO), na manhã desta segunda-feira (5/6), em Goiânia. Após receber as listas tríplices do presidente do Tribunal, desembargador Carlos França, Caiado escolheu os primeiros colocados.

As vagas são provenientes do Quinto Constitucional da Advocacia, mecanismo que determina que um quinto das cadeiras dos Tribunais Estaduais sejam preenchidas por advogados e membros do Ministério Público estadual. A ex-procuradora-geral do Estado Juliana Pereira Diniz Prudente ocupará a 12ª vaga e será a primeira mulher indicada pela Ordem dos Advogados do Brasil em Goiás; o advogado Breno Boss Cachapuz Caiado, primo do governador, assume a 13ª cadeira; e Alexandre de Morais Kafuri foi nomeado para a 16ª vaga.

O governador ressaltou a importância das nomeações para a qualidade do serviço público.

“Os benefícios aparecerão na agilidade com que os processos serão despachados e nas conclusões que daremos a milhares de pessoas que aguardam uma decisão judicial. Quanto mais célere a justiça, mais justiça se faz”, afirmou.

O Conselho Seccional da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB-GO) elegeu, no dia 19 de maio, os 18 nomes componentes das três listas sêxtuplas e encaminhou ao TJGO. De acordo com o ordenamento jurídico, o Tribunal de Justiça deve escolher três nomes de cada uma das listas com seis advogados eleitos.

Em sessão extraordinária do Órgão Especial do TJGO, na manhã de segunda-feira, as listas tríplices para as três vagas foram formadas e os nove nomes entregues ao governador. Após a definição, o presidente da OAB-GO, Rafael Lara, comentou o resultado.

“Depois de um processo histórico, amplo e transparente, temos os nomes daqueles que esperamos ser mais uma oxigenação da advocacia e servidores da cidadania, dentro do Tribunal goiano”, disse.

Disputa – Os advogados Alexandre Kafuri e Breno Caiado haviam disputado uma vaga para desembargador em 2020. Na eleição deste ano, Alexandre recebeu 48 votos, Breno foi votado por 51 membros, e Juliana alcançou 50 votos.

Compartilhar em:

Notícias em alta