Hoje é 20 de abril de 2024 14:41
Hoje é 20 de abril de 2024 14:41

Banco aprova financiamento de $120 milhões de dólares para Aparecida de Goiânia

Empréstimo no valor equivalente a quase R$ 600 milhões, na cotação de hoje, é parte de um pacote de investimentos de R$ 1 bilhão, de um programa executado pela administração municipal

O Comitê de Crédito do Novo Banco de Desenvolvimento (NDB), conhecido como Brics, aprovou um financiamento de 120 milhões de dólares, pleiteado por Aparecida de Goiânia, para investimentos em infraestrutura, educação, ambiente e outros. O anúncio foi feito nesta terça-feira (20/6).

A presidente da instituição internacional e ex-presidente do Brasil, Dilma Rousseff, destacou que o projeto de Aparecida de Goiânia terá prioridade ante outras dez propostas de diferentes nacionalidades e será o primeiro aprovado em sua gestão. 

Em Xangai, na China, os secretários da Fazenda, Einstein Paniago, da Indústria e Comércio, Felismar Martins, e o deputado estadual Veter Martins representaram o prefeito Vilmar Mariano no encontro com Rousseff e diretores do Brics. 

A reunião com Dilma Rousseff contou também com a participação do Assessor Especial do governador Ronaldo Caiado e do vice-governador Daniel Vilela, Euler Morais. 

“Hoje é um dia de muita alegria. Com este financiamento vamos fazer de Aparecida um canteiro de obras. Os projetos prioritários são os de pavimentação asfáltica de todas as ruas habitadas de nossa cidade, construção de pontes, viadutos, quatro escolas, quatro parques e 13 Cmei’s”, comemorou o prefeito Vilmar Mariano. 

Secretário da Fazenda, Einstein Paniago, reforçou que a liberação dos recursos só será possível graças à saúde fiscal da administração municipal. 

“Aparecida possui indicadores financeiros positivos que permitem a realização de empréstimos. Outro fator que pesa positivamente é que a administração já celebrou outros contratos vultuosos para investimentos em obras e cumpre rigorosamente o que foi acordado”, disse Einstein Paniago.

Durante a fase final do processo administrativo para efetiva liberação dos recursos e início das obras, o município apresentará toda documentação e certidões para receber parecer favorável da Secretaria do Tesouro Nacional e do Senado. Em seguida, será realizada a assinatura do contrato e liberação do recurso. 

“Precisamos atualizar a documentação e certidões para o parecer favorável junto a Secretaria do Tesouro Nacional e remessa ao Senado Federal para aprovação, antes da assinatura e início dos desembolsos”, pontuou o secretário de Indústria e Comércio, Felismar Martins. 

Representante de Aparecida na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), o deputado estadual Veter Martins, ressaltou a importância da credibilidade de Aparecida no cenário nacional e internacional. 

“Várias cidades no mundo estão pleiteando financiamento junto ao Brics, mas a primeira a receber sinal verde foi justamente Aparecida. Isso mostra que nossa cidade possui condições para receber o empréstimo que será convertido em importantes obras”. 

Tratativas para o financiamento tiveram início em 2019

Aparecida de Goiânia iniciou as tratativas com o Brics para o financiamento de US$ 120 milhões na gestão do ex-prefeito Gustavo Mendanha. Desde 2019, a administração municipal e a instituição financeira trabalham no alinhamento da proposta. Nesse período foram realizados diversos encontros com técnicos do banco que sempre sinalizaram positivamente para a concretização do empréstimo. 

O empréstimo no valor equivalente a quase R$ 600 milhões, na cotação de hoje, é parte de um pacote de investimentos de R$ 1 bilhão, de um programa executado pela Prefeitura de Aparecida em alusão ao centenário da cidade. 

“Com esse volume de investimentos, a vida dos nossos mais de 600 mil habitantes vai melhorar muito, pois teremos mais mobilidade, educação, áreas de lazer e pavimentação asfáltica”, reforça o prefeito Vilmar Mariano.  

Brics: é um grupo de cooperação econômica e desenvolvimento formado por cinco importantes economias emergentes com as melhores taxas de crescimento econômico mundial: Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. O objetivo do Brics é a promoção de medidas de crescimento econômico e desenvolvimento socioeconômico sustentável entre os países emergentes.

Compartilhar em:

Notícias em alta