Hoje é 22 de maio de 2024 12:33
Hoje é 22 de maio de 2024 12:33

Ao lado de Bolsonaro, Gustavo Gayer confirma pré-candidatura a prefeito de Goiânia

Deputado descartou sair como vice do pré-candidato do governador Ronaldo Caiado e garantiu que, como maior partido do país, o PL terá candidatura própria nas principais capitais
Em encontro do PL em Goiânia, deputado Gustavo Gayer ao lado do ex-presidente Jair Bolsonaro e do senador e presidente estadual do PL, Wilder Morais // Foto: Guilherme Honorato/PL Goiás

Em meio a disputas pelo apoio do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), o deputado federal Gustavo Gayer foi confirmado pré-candidato do PL à prefeitura de Goiânia na eleição de outubro deste ano. A confirmação ocorreu na presença de Bolsonaro, que veio a Goiânia participar, na manhã desta quinta-feira (4/4), do encontro estadual do partido. O governador Ronaldo Caiado, presidente estadual do partido União Brasil, compareceu ao evento, no Parque Agropecuário de Goiânia.

Questionado por jornalistas se haveria possibilidade de trocar a candidatura de Gayer pelo major Victor Hugo, vice-presidente do PL em Goiás, Bolsonaro negou.

“Aqui não tem troca-troca, não”, disse ele.

Gayer também negou, ao ser indagado se ainda poderia sair como vice do pré-candidato do governador Caiado, Sandro Mabel, que filiou-se ao União Brasil no dia anterior.

“Não tem possibilidade. Como o maior partido do Brasil hoje, o PL vai ter candidatura própria nas principais capitais do Brasil. Eu sou o candidato”, disse ele.

Em clima de descontração, os presentes ainda questionaram se a candidatura de Gayer teria a bênção de Bolsonaro. “Está abençoado, já”, respondeu o ex-presidente.

O apoio de Bolsonaro era incerto diante da possível aliança da direita em torno do candidato de Caiado, que busca aproximação com Bolsonaro, de olho na corrida à Presidência da República em 2026. Mas o PL preferiu candidatura própria, seguindo a estratégia de Valdemar Costa Neto, presidente nacional do PL, para fortalecer a sigla.

Caiado reconhece força de Bolsonaro

Ronaldo Caiado recepcionou Bolsonaro e participou do encontro do PL. O governador goiano tem se aproximado do ex-presidente buscando se firmar como candidato da direita liderada por Bolsonaro para concorrer às eleições de 2026. Bolsonaro está inelegível.

Embora Caiado as eleições estejam distantes, Caiado reconheceu a importância de construir as condições necessárias para uma possível candidatura da direita à presidência.

“É lógico que quem Bolsonaro puser a mão vai para o segundo turno, mas também é preciso construir condições para se estar apto e chegar lá”, comentou Caiado.

Gayer, por sua vez, falou sobre sua candidatura dentro de um plano de fortalecer a base conservadora no país. “Temos que formar as nossas bases e esse ano é verdadeiramente o início da consolidação da direita do Brasil”, disse ele.

“Está na hora de a gente fazer os nossos vereadores, os nossos prefeitos. Para que em 2026 a gente coloque quem na presidência?”, questionou se referindo a Bolsonaro.

Wilder: ‘Oportunidade para discutir questões de interesse coletivo’

Promovido pelo presidente do partido em Goiás, Wilder Morais, o encontro do PL contou com as principais lideranças da legenda no estado, como os deputados federais Professor Alcides e Daniel Agrobom, além dos deputados estaduais Paulo Cezar Martins, Eduardo Prado e Major Araújo. Também reuniu líderes políticos, pré-candidatos a prefeito e vereadores, além de representantes de partidos aliados de todas as regiões de Goiás.

O senador Wilder ressaltou a importância do evento e a participação do ex-presidente de Jair Bolsonaro, destacando sua contribuição para o fortalecimento do partido e a consolidação de estratégias políticas.

“Foi uma oportunidade única para discutir questões de interesse coletivo e estabelecer diretrizes para o futuro dos municípios, ao lado dos líderes do nosso partido”, declarou Wilder.

Visando promover discussões relevantes sobre as pautas do partido e do Estado, também foram apresentadas informações jurídicas e contábeis por meio de palestras, para a instrução sobre as eleições municipais de 2024.

Compartilhar em:

Notícias em alta