Hoje é 18 de abril de 2024 13:39
Hoje é 18 de abril de 2024 13:39

Ao lado de Ana Paula, Gustavo Mendanha propõe construir plano de governo antes de escolher o candidato

Ex-prefeito de Aparecida de Goiânia, que está voltando ao MDB e tenta viabilizar na Justiça Eleitoral sua candidatura a prefeito na capital, encontrou-se com a filha de Iris Rezende, também cotada para disputar o Paço Municipal, no próximo ano
Gustavo Mendanha com Ana Paula: “Ana Paula está correta em dizer que esse é um momento de dialogar, não só entre nós do MDB, mas partidos da base, para lá na frente a gente definir qual será o nome que vai representar o partido” // Foto: Rodrigo Estrela

O ex-prefeito de Aparecida de Goiânia Gustavo Mendanha, que deve se refiliar ao MDB nas próximas semanas, defendeu nesta terça-feira (8/8) que o MDB e partidos aliados construam um projeto de governo para Goiânia, para, depois, definir o nome que encabeçará a chapa para a disputar a prefeitura no próximo ano. Mendanha, que tenta viabilizar na Justiça Eleitoral sua candidatura a prefeito na capital, encontrou-se com a empresária Ana Paula, filha de Iris Rezende, também cotada para disputar o Paço Municipal, em 2024.

“Conversamos sobre o que a gente tem que fazer a partir de agora, que pudéssemos fazer uma sugestão ao Daniel, presidente do nosso partido, para que a partir da Fundação Ulysses Guimarães possamos começar a discutir não um nome, acho que a Ana Paula está correta em dizer que esse é um momento de dialogar, não só entre nós do MDB, mas partidos da base, para lá na frente a gente definir qual será o nome que vai representar o partido”, disse Mendanha ao fim da reunião, realizada no escritório que pertenceu ao pai de Ana Paula.

Apesar dos vereadores do MDB darem sustentação à gestão do prefeito Rogério Cruz (Republicanos), inclusive o líder do prefeito na Câmara é emedebista, Gustavo Mendanha deixou claro que o tom será de crítica ao atual gestor, que se elegeu vice-prefeito e assumiu o cargo com a morte de Maguito Vilela (pai de Daniel), em janeiro de 2021.

“Agora o que precisamos é construir um projeto. O que todo mundo entende é que a cidade está malcuidada. Aquela cidade que dava orgulho para todos nós, estamos perdendo isso. Precisamos voltar a ter uma cidade que respire o desenvolvimento, que seja completa na sua plenitude e que as pessoas tenham acesso a saúde, educação, bem cuidada e zelada”, acrescentou, sob olhar de Ana Paula.

Ana Paula, que esteve ao lado do pai nos bastidores das eleições nas últimas décadas mas nunca se candidatou a cargo político, defendeu a união entre ela, Gustavo e Daniel Vilela, já que os três representam a continuidade de uma geração de líderes do MDB que deixaram um legado na política de Goiás. O pai de Gustavo, Léo Mendanha, ex-deputado e presidente do MDB em Aparecida de Goiânia, também morreu de covid-19.

“Nossas histórias têm em comum grandes líderes, que fizeram política por ideal, por espírito público. Hoje relembramos as coisas boas dessa trajetória. E fiz questão de manifestar minha alegria com a volta do Gustavo ao MDB. Estamos em casa e com objetivo comum de levar adiante os legados de Iris Rezende, Maguito Vilela e Léo Mendanha”, escreveu Ana Paula, em uma rede social.

“Estou do lado do Gustavo, porque a gente sempre vai levar a bandeira de que Goiânia e Goiás precisam ser sempre bem cuidados”, completou.

Compartilhar em:

Notícias em alta