Hoje é 18 de abril de 2024 14:50
Hoje é 18 de abril de 2024 14:50

Agente de folga atirou em vendedor da Região da 44, diz comandante da GCM

Um homem foi baleado na canela nesta quinta-feira durante confusão em operação do Procon contra comércio de mercadorias falsificadas

O comandante da Guarda Civil Municipal de Goiânia afirmou que um agente de folga atirou na canela de um vendedor de loja da Região da 44. Segundo Paranhos, não foi usado “nenhum produto letal na ação”. O fato ocorreu na manhã desta quinta-feira (18/5).

A GCM esteve em um shopping da região para acompanhar equipes do Procon Goiânia que deflagraram uma operação contra o comércio de mercadorias falsificadas. No entanto, segundo o comandante, ao chegar no local, os fiscais foram hostilizados pelos vendedores e um homem acabou sendo baleado na perna.

“Tivemos que pedir para a equipe do Procon sair porque eles começaram a hostilizar a equipe. O poder público não conseguiu realizar de fato a ação porque não deixaram”, explica.

Ainda de acordo com ele, o disparo de arma de fogo feito contra o vendedor não foi realizado por agente da guarda que participavam da ação e nem da Polícia Militar, que foi acionada para ajudar na ação, mas por um “agente da GCM que estava em seu horário de folga, passando de forma ocasional pela região”.

“Não foi utilizado nenhum produto legal nessa ação. Houve disparo de arma de fogo, mas não foi realizada pelos os nossos agentes da ação, mas de forma independente e sem consentimento do comandante da operação”, detalha.

“O comandante da Polícia Militar que também esteve no local informou que não realizou nenhum disparo”, completa. 

Ele informa ainda que um agente também foi agredido com uma pedrada no nariz. 

“Viaturas foram apedrejadas e um agente ferido com uma pedrada fazendo com que fosse necessário o uso da força para controlar a situação”, finaliza.

O vendedor baleado na canela foi socorrido e levado ao Hospital de Urgências de Goiânia. 

Por meio de nota, a Associação Empresarial da Região da 44 disse que a confusão em um shopping que não é filiado à entidade e que acompanha o desenrolar dos fatos para que tudo seja esclarecido. A associação esclareceu ainda que não compactua com qualquer prática ilícita que seja, mas também presa para que o trabalho de fiscalização por parte dos órgãos responsáveis ocorra dentro da legalidade, sem excessos e abusos de autoridade.

Entenda o caso — Nesta quinta-feira um vendedor foi baleado durante confusão dentro do shopping da Região da 44. O fato ocorreu durante uma operação do Procon Goiânia com auxilio da Guarda Civil Municipal contra comércio de mercadorias falsificadas. No entanto, os comerciantes e agentes da guarda entraram em conflito e um homem acabou baleado. Uma mulher também foi vista sendo carregada pelos Corpo de Bombeiro. Em protesto, lojistas fecharam as portas. 

Compartilhar em:

Notícias em alta